Cirurgias de hérnias

Tem muitos mitos sobre o que causam as hérnias. O que fazer quando acontece? E como tratar? Explico aqui também quais

os riscos. E quando é caso de cirurgia. Leia e mande sua dúvida.

O QUE SÃO AS HÉRNIAS?

As hérnias aparecem como uma protuberância na parede abdominal. Isso acontece quando parte de um órgão interno se desloca para fora do lugar original. E pode ser por causa de um esforço ou uma fragilidade da região. Pode acontecer em diferentes locais como a virilha e o abdome. 

 

A hérnia inguinal, por exemplo, acontece quando gordura do abdome ou mesmo o intestino consegue se deslocar pela a parede abdominal e ficar visível, como um pequeno inchaço, debaixo da pele na região íntima.

 

Prefere assistir um vídeo sobre o assunto? 

hérnias_dg-5.jpg
OUTROS TIPOS DE HÉRNIA


•    Umbilicais – no umbigo
•    Epigástricas – acima do umbigo

•    Incisionais – aparecem sob a cicatriz de          cirurgias realizadas previamente

O QUE FAZER?

 

Para não complicar, é melhor procurar o médico assim que notar algo diferente. 

 

Se você passa por um momento em que está com excesso de peso, obesidade, gravidez ou outra situação em que haja uma pressão interna dos órgãos sobre a estrutura da pele, busque não fazer muito esforço.  

 

Vale lembrar que alguns casos ocorrem por predisposição familiar. E, sendo assim, é importante comunicar casos familiares na sua consulta de rotina.

 

Assim, o médico vai avaliar se é o caso de monitorar, através de exames de imagem, mesmo antes do aparecimento a olho nu.

Notícias sobre esse e outros temas? Vai no blog e nas redes sociais !

 

Dr Demetrius Germini.

QUAIS OS RISCOS?

Em geral, é preciso corrigir a falha da parede abdominal, através de cirurgia.

 

Prolongar demais esse procedimento pode ser arriscado porque essa área pode estar com pouca circulação e, com pouca irrigação, essa parte pode “morrer”. Em termo médico: pode necrosar. 

 

Quando ocorre necrose e perfuração do intestino, observamos uma situação extremamente grave, com extravasamento de fezes no abdome, determinando infecção e necessidade de cirurgia de urgência.

CIRURGIA

 

Na grande maioria das vezes, a cirurgia pode ser feita por videolaparoscopia ou robótica.

 

Ou seja, através de técnicas minimamente invasivas, o que facilita a recuperação. 

Quer mais informações sobre a hérnia? Mande mensagem. 

 

Quer me conhecer melhor? Nesse vídeo conto como escolhi ser médico.