Como é realizada a cirurgia bariátrica?

Atualizado: Out 21

Como é a cirurgia bariátrica? Essa é a pergunta de 10 entre 10 pessoas que querem fazer a cirurgia ou que conhecem alguém que precisa dela. Uma pesquisa simples pela internet mostra alguns tipos de cirurgia. Mas o que muita gente não sabe é que existem algumas que são mais indicadas para alguns tipos de pacientes e outras para outros. Hora de desfazer esse mistério.

Primeiramente, existem diferentes formas de fazer a cirurgia:


Bariátrica por cirurgia aberta

Até bem pouco tempo, o SUS só fazia esse tipo de cirurgia. A cirurgia aberta é aquela mais tradicional. Quando se pensa em cirurgia se pensa em um médico operando diretamente, com as mãos e os instrumentos tradicionais de cirurgia. Neste caso, é feito um corte maior, de 15 a 30 centímetros no abdômen. É por onde o cirurgião vai manipular os órgãos.

Por expor mais a parte interna do organismo, tem maior risco de contaminação e também requer mais tempo de internação: 3 a 4 dias.

Será que você é um candidato a bariátrica? Confira nesse vídeo.


Bariátrica por Videolaparoscopia

Esta é, hoje em dia, a forma mais comum de cirurgia. Este procedimento é menos invasivo. Ou seja, proporciona menos risco de infecção e também de qualquer complicação na manipulação dos órgãos ou no pós-operatório. Neste caso, são feitas pequenas incisões entre 5 e 12mm de comprimento no abdômen por onde passa um tubo fino, longo com uma câmera. Essa câmera guia o cirurgião que opera através de cânulas.




como é mesmo a cirurgia bariátrica


Bariátrica por robótica

Essa modalidade usa a videolaparoscopia, mas tem uma ajuda a mais. As pinças são articuladas por um robô, controlado pelo cirurgião. Esse processo traz mais precisão e delicadeza e alcança áreas de difícil acesso às mãos, com mais suavidade e menos impacto. Quanto maior o grau de obesidade, maior é a indicação para a cirurgia robótica. A cirurgia robótica é ainda mais segura, menos perda de sangue, menos dor, recuperação mais rápida.


Você sabe calcular seu IMC?


Para manipular as pinças do robô, o médico fica sentado e é guiado por um monitor de imagens ( uma tevê) com imagens 3D, alta definição, em full HD e capacidade de ampliação em até 20 vezes. A recuperação do paciente é ainda mais rápida.



E quais os tipos de cirurgia?

Neste vídeo, você confere a diferença entre a cirurgia Sleeve e Bypass e qual é mais indicada para quem.

Resumidamente:

O Sleeve Gástrico, gastrectomia vertical ou “em manga”, é um dos quatro métodos cirúrgicos aprovados no país pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).

Com essa técnica, o cirurgião retira de 70 a 80% do estômago e faz um grampeamento do restante. A digestão passa a ser feita somente nessa parte restante que é moldada pelo cirurgião.


Bypass é a técnica mais usada no Brasil. Com ela, o estômago ganha uma nova forma com um desvio do intestino. E a capacidade fica mais reduzida, onde cabem de 40 a 60 ml de volume.

Informação nunca é demais, não é?


Por isso, fiz um e-book para esclarecer ainda mais as suas dúvidas. Clique aqui e baixe.

E quer saber por que a cirurgia bariátrica é considerada essencial pelo CFM?


Você quer saber se faz a cirurgia pelo plano de saúde ou particular? Esse texto pode ajudar.


Dúvidas? Manda para mim, que eu respondo.


Dr Demetrius Germini



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo